Neymar não será indiciado por agressão a torcedor francês, afirma jornal

Neymar não será indiciado por agredir um torcedor do Rennes, no final da Copa da França, em 27 de abril desde ano. Autoridades da França rejeitaram a denúncia de agressão contra o atacante do Paris Saint-Germain e arquivaram o processo. A informação é do jornal “L’Équipe”. O brasileiro recebeu apenas uma advertência.

O promotor do caso, Bobigny, escutou as duas partes e decidiu encerrar a investigação. De acordo com o veículo francês, o adepto do Rennes teria mudado suas versões com o passar do tempo, ele prestou depoimento em agosto. Em setembro, foi a vez de Neymar falar com as autoridades sobre o caso.

O advogado de Nelson, Philippe Ohayon, ficou incomodado com a decisão de hoje.

“Os promotores estão constantemente tentando processar as pessoas por exemplo. Imagine se meu cliente tivesse acertado este jogador. Ele estaria banido do estádio e sentenciado à prisão com ou sem julgamento”, afirmou ao jornal.

Na época, o PSG empatou por 2 a 2 com o Rennes, mas perdeu a decisão nos pênaltis. Na cerimônia de premiação, um torcedor do Rennes – identificado apenas como Nelson – disse para Neymar “aprender a jogar futebol”; o brasileiro não gostou e deu um soco que pegou de raspão no rosto do fã adversário.

A cena foi filmada por diversos presentes e rapidamente viralizou na internet. O craque pegou três jogos de punição no Campeonato Francês e não atuou nas primeiras rodadas desta temporada.

05/11/2019